Confira o primeiro poster e trailer de Café Society
Kristen para a campanha Métiers d’Art Paris-Rome da Chanel
Trailer oficial de Equals é liberado


SE VOCÊ NÃO GOSTA DE SPOILERS, NÃO LEIA ESSE BATE-PAPO que alguns fãs da saga tiveram com a nossa escritora preferida.

Nessa conversa com fãs, descobrimos que a cena do parto em Amanhecer provavelmente será parecida com a cena em que Edward suga o sangue de Bella, para tirar o veneno de James, em Crepúsculo… A cena foi feita com apenas alguns flashs, já que pela perspectiva de Bella, ela não entendia muito bem o que estava acontecendo. A cena do nascimento no livro, é narrada pelo Jacob, se no filme colocarem apenas a perspectiva de Bella, resultará numa cena muito parecida com a primeira citada.

Matt: Stephenie, estávamos falando um pouco sobre como na cena da barraca com Jacob, a primeira cena, ele nem mesmo a tocava por causa da censura. Qual é o seu ponto de vista… Qual a sua opinião sobre a censura para filmar seus livros? Como alguns dos livros anteriores. Alguns dos presentes. Ou os livros futuros.

Stephenie Meyer: Com relação aos futuros. Eu realmente quero que meus filhos possam assisti-los. Eclipse é um pouco demais para eles… Eu acho que os meus mais novos são um pouco jovens demais, tipo: “Do que eles estão falando, mamãe?” E eu: “Bem, quando um homem e uma mulher se amam muito…” E eu ainda não quero chegar nesse assunto, até que eles estejam prontos! Quero dizer… Você conhece os fãs que tem nove anos? Eles irão assistir aos filmes de qualquer maneira e eu não quero seus pais chateados comigo. Eu estou bem com eles, porque isso é o que nossa imaginação é. Nós temos a nossa versão das cenas e se as fizerem exatamente dessa maneira? A classificação seria proibitiva e nem todo mundo poderia vê-lo. Eu acho que no próximo vamos ter umas coisas legais fumegando. Acho que vai ser bom, mas vai ser algo que jovens de treze anos poderão ver.
Existem coisas sangrentas. E a cena do nascimento vai ser complicada. É tão engraçado como as pessoas estão enlouquecidas com a cena.

Fansite: Eu estou animado.
Matt: Eu quero ver o Rob mastigando Bella!
Fansite: Precisamos de uma edição do diretor. Uma versão sem censura.

Stephenie Meyer:: Se você já passou por uma cena de parto, você sabe que é uma coisa bagunçada, esquisita e gritante. E então, para mim foi muito divertido de escrever, eu nem sequer pensei: “Uau, isso é sangrento e nojento!” E então, eu mandei para Jodi, que nunca teve filhos, e ela ficou tipo…

Jodi: Eu pensei: “Essa cena não vai fazer parte da edição.”

Stephenie Meyer: A cena foi atenuada. Haviam palavras como “rasgando” que tivemos problemas.

Matt: Existe um manuscrito ou algo que a gente poderia…?

Stephenie Meyer:Eu tenho certeza que há uma versão original em algum lugar.

Kallie: Isso seria fantástico de ler.
LT: Como isso se passou em sua mente?

Stephenie Meyer: Hum, é interessante. Acho que vai ser muito parecido com o livro, mas na perspectiva de Bella. Então você sabe que vai ser o que ela está vendo dessa cena. Eu não acho que a perspectiva do Jacob será tão pronunciada nos filmes…

Fansite: Aaaaaahhh.

Stephenie Meyer: É, me deixou um pouco triste. Acho que vamos ter alguns bons momentos, mas eles sentem que têm de manter centrado em Bella e Edward então…

LT: No primeiro filme, Crepúsculo, quando Edward está sugando seu sangue, tirando o veneno dela, é como flashes. Parece que a cena do nascimento será mais ou menos assim…

Stephenie Meyer: Sim, alguma coisa nesse sentido. Aquela foi uma boa maneira, quando Catherine fez aquilo, realmente parecia como a experiência de Bella. Ela foi capaz de personalizar aquilo, foi legal. Achei que ficou realmente bonito.

Fansite: A cena da moto em Eclipse, quando Bella sai de moto com Jacob. Nossos visitantes querem saber. Eles acham que a Bella do livro jamais teria feito isso, nunca teria ferido Edward assim.

Stephenie Meyer: Eu li os comentários e disse exatamente a mesma coisa. Aquele era um daqueles dias que eu estava para baixo. No script, é uma resposta direta, ela dizendo: “Você mentiu para mim. Bem, eu vou com ele.” E fomos capazes de no dia de folga, e eles editaram a cena que eles fizeram para a MTV e outras coisas, fomos capazes de deixar mais suave. Fomos capazes de colocar algumas falas, e vocês já viram a cena inteira, então vocês sabem que houve um avanço. Nós tentamos colocar a resposta dela para Edward e, em seguida, torna-se algo sobre Jacob. “Por que você não me ligou?” Tentamos o melhor que podíamos para suavizar, para que não parecesse algo como: “Bem, eu vou subir na garupa da moto dele.” Porque eu senti que não era Bella de jeito nenhum, foi rude.

Matt: Sim. Foi como um tapa na cara.

Stephenie Meyer: Sim, não foi como: “Eu sou uma personagem feminina forte.” É tipo: “Eu sou uma idiota.”

Fansite: Nós ficamos loucos com a Bella do filme.

Stephenie Meyer: Essa foi bem a minha reação. Acho que isso, da forma que existe no filme, está melhor agora. Eu acho que funciona um pouco. Eu ainda acho que é um tipo de extensão do que ela faria.

LT: Então, certa vez falamos sobre o personagem de Edward e tipo, no final de Lua Nova, Eclipse e principalmente em Amanhecer, parece que seu personagem muda um pouco, talvez até muito. Ele é forte personagem, ‘sabe-tudo’, tipo convencido. E depois não está mais no controle. Convencido é uma palavra ruim.

Stephenie Meyer:Há muita dúvida de si mesmo que acontece, sobretudo depois de Lua Nova porque é alguém que sente como se sempre tivesse as respostas e agora estragou tudo. A única coisa que ele queria mais do que qualquer outra coisa, ele destruiu e foi de uma forma que ele não estava planejando. Eu sinto que em Amanhecer a evolução se completa, é a primeira vez que ele realmente tem fé e esperança. Ele deixa de ser o pior pessimista para realmente ser um otimista, e para mim isso foi uma evolução muito grande. Isso acontece muito em Amanhecer, vocês sabem que Bella está passando por muita coisa, como se ela tivesse de dizer, “Edward, eu não posso lidar com você! Tenho algo maior para fazer. Cai fora!” E assim ele se torna alguém que acredita no fim, como ela sempre acreditou: “Você e eu somos algo especial. Isso vai funcionar.” E ele sempre sentiu que ela estava errada, e no final ele está: “Sabe de uma coisa? Eu não me importo com o que aconteça agora, pois você está certa.” E veja, eu sempre gostei disso nele, ele foi capaz de mudar. Amanhecer para mim foi tudo sobre Edward mudando. É fácil para as pessoas assistir o garoto gostoso se tornar o pai responsável, porque isso não é uma transição sexy. A menos que você tenha namorado o garoto gostoso e ele de tornou o pai responsável de seus filhos, e é realmente sexy. Isso não é algo que, quando você tem quatorze anos faz sentido, porque ‘papai’ é o seu pai. Mas quando é o pai de seus filhos, é um estágio completamente diferente. Um novo nível de sexy. Algo que não é uma emoção adolescente.
Lembram de Sweet Valley High? Ok, sou realmente velha.

Fansites: Sim!

Stephenie Meyer: É um romance que está por aí há uns 400 anos e ainda está no ensino médio. Meus livros foram o Anne of Green Gables, onde ela cresce. Ela vai para a faculdade. Ela se casa. Ela tem seis filhos. Seus filhos crescem. Seus filhos se casam. Eu amo a evolução. Eu amo que eles cresçam e por isso para mim a história sempre foi… eles sempre vão crescer.

Fansite: Então muda.

Stephenie Meyer: E muda sim… realmente muda. Não é mais adolescente em Amanhecer e isso é algo que deixa muita gente impressionado.

Fansite: Totalmente.

Stephenie Meyer: Mas eu gosto de deixá-los crescer. Você se sente mal quando faz seus personagens congelarem.

Elysa: Só voltando para Eclipse por um segundo. Você mencionou em seu site que havia um final alternativo para Eclipse. O que você pode nos dizer sobre isso?

Stephenie Meyer: Veja, se eu disser, não posso escrever. E então isso se torna… porque então você o destruiu. Mas houve um certo ponto no tempo, que não tinham muita fé na série e me foi dito para terminá-la no três. E eu nunca tinha planejado fazer… Havia três livros, certo? Era suposto ter três livros e não havia nenhuma idéia de continuidade, e na minha cabeça, a série só tinha esse tamanho. Então era tipo: “Não, nós deveríamos acabar com isso.” Porque se você continuar por muito tempo, às vezes a série perde seu gás. E a história estava tão aberta na época. Havia tanta coisa que não estava terminada e para ter terminado ali, teria de ser um fim radical. Radicalmente diferente. Havia alguns elementos de fantasia que eu não acho que as pessoas veriam chegando. Eu não acho que eles teriam respondido bem. Minha mãe odeia! Odeia o fim. Minha irmã foi legal com ele. E eu podia ver isso porque havia coisas… Algumas pessoas, da maneira como eles estão ligados aos personagens, são dependentes de certos aspectos dos personagens, e agora eu vou soar realmente muito ruim, mas ele mexeu com isso para alguns pessoas. Mas, então, quando eu comecei a pensar nisso, fiquei realmente intrigada com aquela conversa. Havia essa cena realmente dramática e Bella não sabe o que está acontecendo e os recursos visuais nela eram muito fortes para mim. E então eu quis escrevê-la. Quando ninguém se preocupava com os livros e eu podia fazer o que eu queria, era como Bree que ia estar no site. Esse era o plano o tempo todo. Eu ia escrever este final alternativo, mas as pessoas jogariam pedras em mim se eu escrevesse isso? Há uma possibilidade! Ah, e então as pessoas vão pensar: “Ah, este é o fim real e aquele é o final falso.” Quando não é, este é apenas um alternativo, um outro caminho que poderia ter seguido, mas não foi e eu gosto mais como é.

Eu estou deixando em aberto no caso de alguma noite eu acordar e começar a escrever. Embora eu odeie spoilers às vezes me pergunto se Amanhecer teria sido uma transição mais fácil se as pessoas tivessem spoilers. Se eu não tivesse pensado: “Ah, eu não quero estragar.” E eu dissesse: “Ok, pessoal, ei, a Bella vai ter um bebê! Se segurem!” Será que as pessoas teriam ficado prontas para isso? Eu não sei. É uma coisa difícil.
Fiquei tão decepcionada, no último Harry Potter não havia maneira de evitar ser ‘spoilada’, era impossível. Minha amiga pegou seus sobrinhos, eles ficaram na fila na livraria e algumas pessoas passaram de carro com um megafone gritando os nomes das pessoas que morreram no livro.

Fonte | Tradução e adaptação: Tsuyami – Kristen Stewart Brasil